Roubo de gado: populares de Cacheu pedem segurança ao ministério do interior

anp Edif.jpg

Populares dos diferentes setores da região de Cacheu pediram segurança ao ministro do Estado e do Interior, Botche Candé, para combater o roubo de gado e assaltos a mão armada, registados que têm vindo a verificar-se com alguma frequência nos últimos tempos na região norte do país.

A preocupação dos populares foi transmitida aos jornalistas esta quinta-feira, 20 de janeiro de 2022, pelo responsável do Movimento Região de Cacheu Seguro, Djedo Pati Mendes, depois de uma reunião com o ministro Botche Candé, realizada nas instalações do Comissariado Nacional da Polícia da Ordem Pública.

Segundo Djedjo Patio Mendes, de julho a novembro de 2021 foram roubados 227 cabeças de vacas e três milhões de francos aos proprietários dos estabelecimentos comerciais da região de Cacheu.

“O objetivo do encontro com o ministro é pedir segurança para as nossas populações que são vítimas de roubos e assaltos a mão armada todos os dias. Outra questão é que hoje na região de Cacheu não só roubam o gado, mas também obrigam os cidadãos a abrirem as suas malas para roubarem qualquer pertença de valor”, contou.

Mendes explicou que receberam garantias do ministro em como iriam ser criadas soluções para esse problema.

“Se se concretizar, será um ato histórico na região de Cacheu”, afirmou, alertando que se a situação prevalecer na região sem nenhuma solução, serão obrigados a estender os contatos ao primeiro-ministro, à Procuradoria Geral da República e caso necessário for ao Presidente da República.

Por sua vez, o deputado da nação eleito no círculo de Canchungo, Nelson Moreira, disse que acompanha o movimento para facilitar os contactos que estão a fazer para expor as preocupações dos populares da região de Cacheu.
“Apelo à intervenção do Estado no sentido de minimizar o problema para que a situação não venha a transformar-se em confronto tribal na Guiné-Bissau”.

Moreira disse que apresentaram ao ministro os “dados estáticos” de roubos e este prometeu deslocar-se a região para inteira-se do problema e adotar medidas adequadas.